Verso inverso?

Imagem: Lizandra Souza



Não sei se contigo converso
Meus singelos versos.
Ou se contigo desconverso
E digo-te tudo inverso.

Vou dizer-te o que está submerso
No controverso desse verso.
De um sentimento confuso,
Que guardo em meu universo.

E vou causar-te ira.
Vou provocar-te indignação.
E depois de um amor adverso
Fico eu imerso numa confusão.

Menti meus versos.
Fiz do inverso um verso.
Perverso, fico introverso.
Encontro-me com a exasperação.

Não sei o que fiz com meus versos.
Não sei se os guardei imersos
Ou se com eles de amor converso
Nesse verso que omiti ser absterso.

Mas no fim, deixarei meus diversos
Irem nesse universo.
E assim, eu não sei para quem menti
Nesse verso inverso.




Lizandra Souza.

2 Comentários:

Leitora Voraz 13 de abril de 2014 17:52  

Oi Lizandra,
tudo bem?
Nossa, fiquei impressionada, seu texto tem muita qualidade. Você deveria investir e escrever um livro. Sua escrita foi inteligente, gostei muito. Estou falando sério.
Parabéns.
beijinhos.
cila-leitora voraz
http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Lizandra Souza 14 de abril de 2014 09:11  

Olá Cila, tudo bem, melhor ainda depois desse seu comentário lindo. Muito obrigada *~*
Bjsss!!!

Postar um comentário

Obrigada por comentar.

  © Loucuras e Devaneios by Liza

Design by Emporium Digital