Resenha do Livro Moll Flanders de Daniel Defoe



Moll Flanders é um romance (também classificado como novela!) do escritor inglês Daniel Defoe escrito em 1722. 

No romance, Moll Flanders, personagem principal, narra a história de sua vida a partir de suas lembranças. Moll, desde de criança, sonha em ser uma "dama da sociedade", isto é, uma mulher rica e admirada socialmente. Contudo, as circunstâncias iniciais de sua infância e do início de sua adolescência não contribuíam para a realização de seu desejo, pois depois de sua mãe ser deportada da Inglaterra por crime de roubo, Moll, ainda criança e rejeitada por alguns parentes, passa a viver humildemente com uma senhora tida como uma espécie de "mãe social", a quem o governo dava uma gratificação pelo trabalho, que era cuidar da menina até um determinado tempo.


Depois que a "mãe social" de Moll morre, ela, com cerca de quatorze anos, vai morar na casa de uma família aristocrata, adotada pela senhora da casa, para que ela faça companhia as suas filhas. É então que o desejo da protagonista de ser uma grande "dama da sociedade" aumenta, pois além de viver com regalias por morar numa casa de pessoas ricas, Moll também aprende e convive com os costumes das "grandes'' senhoras sociedade. A narrativa se volta, agora, para os dois irmãos da família protetora de Moll, que disputam a personagem principal, por ser muito bonita e sedutora. Nisso, ela vê a chance de ser rica ao perceber a paixão dos irmãos por si. Porém, o irmão mais velho só a desejava como amante e Moll, depois de se entregar e perceber isso, acaba se casando com o irmão mais novo. Alguns anos depois, seu marido morre, então ela recebe uma quantia da família dele para viver sua vida e vai embora da casa, deixando seus filhos para a família do falecido marido cuidar.


A partir daí Moll Flanders passa a praticar diversos vícios moralmente condenáveis pela sociedade, pois ela começa a ter casos com alguns homens ricos para se casar e ter mais dinheiro, para ter, assim, uma segurança financeira maior e uma vida mais cômoda. 


Através da narrativa de Moll, nós ficamos sabendo que durante doze anos ela foi prostituta, depois durante mais doze anos ela foi uma famosa ladra, que ela casou-se cinco vezes, aliás, que um de seus maridos era seu próprio irmão. Moll Flanders, assim como sua mãe, foi deportada por causa de seus crimes, em seguida, se arrependeu de ter sido uma viciada em práticas moralmente condenadas pela sociedade, trabalhou, enriqueceu e viveu o resto de seus dias horadamente com um de seus maridos que ela reencontrou na prisão.







Lizandra Souza.

4 Comentários:

Bruno 9 de outubro de 2012 17:16  

Achei o livro super interessante,sua temática é de arrasar.Gostei dessa capa mais clássica.
Abraço!

Bruno
http://oexploradorcultural.blogspot.com

Kathy 10 de outubro de 2012 16:34  

oieee Liza!!!! (espero que você não ligue de chamar você assim) Adoraria fazer parceria de blog com você. É só você pegar meu Banner e passar o seu que eu coloco lá no blog. Me add no face tambem é sempre bom fazer novas amizades. bjus

Lizandra Souza 11 de outubro de 2012 08:44  

Oi Kathy já entrei em contato com você no seu blog... E já tá add no Face e no SKOOB.

Amanda 11 de outubro de 2012 14:30  

Deve ser muito bom o livro Lizandra !
Bjus

http://blog-garotaapimentada.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Obrigada por comentar.

  © Loucuras e Devaneios by Liza

Design by Emporium Digital