A Vingança de Brigitte Lewis





Traição

Tinha eu trinta e dois anos e levava uma vida normal e feliz até o dia em que vi e ouvi meu noivo e minha irmã planejando meu assassinato. Eu e Paul estávamos juntos há três anos, eramos apaixonados e de repente eu descubro ele planejando minha morte com minha irmã mais velha, Lucy.

--- Final de semana irei levá-la para acampar e lá darei um jeito de me livrar dela... Penhasco, afogamento, cobras...
--- Ótimo!

Quando ouvi o homem que até então eu amava e achava que me amava falando friamente isso para minha irmã eu senti o chão faltar sob meus pés, uma escuridão em meus olhos. Fui para meu quarto e fiquei imaginando o motivo de Lucy e Paul desejarem me matar e o que eles ganhariam com isso. 

Eles não sabiam que eu estava em casa, geralmente este horário eu estou no banco, porém hoje resolvi sair mais cedo. Olhei pela janela do meu quarto e vi Paul e Lucy saindo juntos.

Resolvi seguir os hipócritas e ver para onde eles iriam. Em pouco tempo percebi que eles estavam indo para o apartamento de Paul. Para minha sorte eu tinha e sempre andava com as chaves do apartamento. Esperei eles entrarem e depois de uns dez minutos de maneira silenciosa entrei também.

Dentro do apartamento eu vi a cena que mais me deu ódio em toda minha vida. Lucy e Paul se beijando, num beijo que Paul nunca me deu.

Fiquei atrás das paredes do corredor da sala, vendo e escutando o que eles falavam.

--- Você acha que vai dar tudo certo? Perguntou minha irmã a Paul.
--- Se você estiver se referindo ao plano sobre a morte de Brigitte, sim, não tem como dar errado. Domingo a levarei para acampar e lá me livrarei dela... Terminando de falar isso ele a puxou para si e a beijou novamente.

Fiquei enojada com aquela cena, fui para casa despedaçada.

Causa

Traidores, ordinários... Tudo o que eles querem é o meu dinheiro... Descobri ao ler partes do diário de minha irmã. 

Se final de semana eu não for acampar eles vão suspeitar que eu descobri, mas se eu for provavelmente será o meu fim. Liguei para Paul e ele foi logo querendo a confirmação do passeio e eu disse que iria, mas o local eu já havia escolhido... Paul ficou surpreso e chateado, pois ele disse já havia feito uma reserva num ''Camping''... Mas eu disse que tinha preparado um lugar muito especial e que tinha um lindo presente para ele. Depois de muita insistência Paul concordou em ir onde eu quisesse no fim de semana.

Quando Lucy chegou a nossa casa eu fiz o mesmo convite e disse que tinha uma linda surpresa para ela, lhe dei um abraço e ela sorriu dizendo que iria. Pronto! Agora eu tinha os dois nas mãos, sabia que o plano deles poderia dar certo em qualquer lugar... Mas se eu fosse perspicaz poderia acabar com eles. Mas outra ideia veio em minha mente... Armei meu plano e executei perfeitamente. 

A consequência




Na sexta-feira, estávamos os três na sala, fui à cozinha e peguei três taças de vinho, dei a meus algozes e eles beberam sem desconfiar que ali houvesse um forte sonífero. Um minuto depois os dois estavam desacordados. Chamei Thomas, o motorista, ele já sabia do plano e concordou, pois dei-lhe pelo serviço duzentos mil dólares.  Thomas já estava vestido com todas as precauções, afinal o lugar onde ele iria deixar Paul e Lucy possui cerca de, no mínimo, três cobras por metro quadrado...  Ilha de Queima Grande, São Paulo.




Lizandra Souza.

1 Comentários:

Anônimo,  17 de outubro de 2012 10:13  
Este comentário foi removido por um administrador do blog.

Postar um comentário

Obrigada por comentar.

  © Loucuras e Devaneios by Liza

Design by Emporium Digital