Resenha do livro Chamada Perdida de Michael Connelly



Henry Pierce, após ser abandonado pela namorada, sai de casa e vai morar em um apartamento, desde então passa a receber em sua residência telefonemas misteriosos, destinados à Lilly, uma mulher que ele nunca viu na vida. Henry é um jovem cientista de 34 anos que fundou a empresa "Amadeo Technologies" e está à frente de uma corrida tecnológica que poderá render a sua empresa milhões de dólares.

Porém, as estranhas e misteriosas ligações destinadas a Lilly não saem de sua cabeça. E isso abala a sua vida profissional, pois ele deixa de lado sua profissão para localizar Lilly, uma mulher que além de ele nunca ter visto na vida, também está desaparecida. Henry, ao procurar essa mulher, depara-se com um universo pornográfico, com garotas de programa e sites eróticos/abusivos, numa espécie de venda de ''sexo informático''.

Quem será essa mulher desconhecida que parece atrair tantos homens? Ela precisa de ajuda? E Henry, irá conseguir ajudá-la? Essas foram algumas perguntas que eu fiz durante a leitura do livro, antes do desfecho, obviamente. O romance é bom, a linguagem é de fácil compreensão, com exceção de alguns termos das grandes ciências. A história é envolvente, pois ao longo do livro eu fiquei supondo qual dos personagens da narrativa deu um ''sumiço'' em Lilly? E qual o verdadeiro motivo? 

No começo da história eu não gostei muito do Henry (ele parecia mais um daqueles babacas que não conseguem lidar com o fim de um relacionamento), mas no desenvolvimento dos acontecimentos, entre a tentativa de realização de um importante negócio e a procura intensa por uma mulher desconhecida, envolvida no mundo do sexo informático (e da exploração sexual), ele se tornou um personagem instigante pela sua perspicácia e inteligência. 

Henry Pierce é personagem muito interessante, para mim, justamente por não ter nada de extremamente extraordinário, por exemplo, ele tinha uma empresa, mas não está entre as pessoas mais bem sucedidas do país; ele não era feio, mas também não tinha uma beleza absurda, enfim, um personagem com dramas amorosos, tentando reconquistar sua ex-namorada e se envolvendo num mundo perigoso.


Referência

CONNELLY, Michael. Uma chamada perdida. Editora Record: Rio de janeiro. São Paulo., 2005.




Lizandra Souza.

1 Comentários:

Dorian,  7 de dezembro de 2013 16:54  

adorei esse livro

Postar um comentário

Obrigada por comentar.

  © Loucuras e Devaneios by Liza

Design by Emporium Digital